en de fr ru es it br fr

Varsóvia – Elo entre o Antigo e o Novo


Print Detalhes da viagem › Ocultar detalhes ›

Varsóvia

Varsóvia é a capital da Polônia e o elo de vários tours. Depois de uma destruição quase que completa durante a Segunda Guerra Mundial, a cidade despertou para uma nova vida e tornou-se uma cidade moderna, centro cultural, de ciências e empresarial. Ela ganhou do título de “Construção”, pois alí foram erguidos, nos últimos anos, muitas lojas, shopping centers, edifícios com escritórios e muitas possibilidades para a  diversão para os seus moradores.

Varsóvia perdeu a imagem de cidade de blocos, para ganhar, paralelamente  à Frankfurt, Londres, Rotterdam e Paris o lugar de uma das “mais famosas cidades” da Europa.

A capital da Polônia é um centro cultural com os seus inúmeros teatros, cinemas, dúzias de museus e galerias de arte. No que diz respeito á arte dramática, o teatro nacional, o Teatr Wielki é o lugar mais famoso da cidade. Sua popularidade é grande quando se trata de teatro de revista e estudio. A agitada vida cultural atrai milhares de pessoas, convida a todos a conhecer a Metrópole do Vistula. Além de ser um  importante endereço para visitantes da história do mundo moderno, é ainda importante pelos seus festivais, concertos e feiras. 

Varsóvia é conhecida como a cidade dos opostos. Ao lado do moderno metrô, vê-se os rápidos bondes passarem pelas ruas acidentadas. Paralelo às imponentes lojas de departamento, encontra-se agricultoras, que ainda vendem seus produtos nas calçadas da cidade. A cidade é um passeio perfeito para um final de semana, bem como a saída para todos os passeios na Polônia.

A parte antiga da cidade de Varsóvia, que foi reconstruída a partir do plano original, é hoje, patrimonio da UNESCO. Quem vê hoje o Mercado Rynek Starego Miasta, o Mercado na parte antiga da cidade, com certeza não conseguirá imaginar que o bairro, em 1945 jazia em pó e cinzas. As lojas, os restaurants e os cafés que se encontram na praça do Mercado possuem tradição de longas datas. Nos meses de verão, todos se encontram nos inúmeros cafés.  Vielas que começam na praça do Mercado, guiam os visitants até Barbakan, a Catedral de São João e ao Palácio Real. Varsóvia, que fica na rota real, é a Cidade da Residência da Realeza. Este trecho conduz a uma das mais belas estradas, como  Krakowskie Przedmiescie,  a Estrada Nowy  Swiat e a Ujazdowskie. Todas elas  conduzem ao Parque do Palácio Lazienki e termina em Wilanow, perto do Palácio Real.

O Parque Lazienki é um dos mais lindos parques no centro de Varsóvia.  Outrora utilizado como local de caça, foi transformado, no século XVIII,  em um parque em Estilo Inglês. Em uma das margens do lago, ao lado do Palácio Lazienki, ergueu-se o Orangerie, o Palácio da Mysliwiecki; o Observatório Astronômico; o Palácio Belvedere e o Anfiteatro, em Estilo Grego. Um dos atrativos mais importantes é o Memorial de Frédéric Chopin, onde acontecem os consertos de verão. Hoje em dia, o parque convida a todos para prazerosos passeios em Varsóvia. Gôndolas, pedalinhos cruzam o lago, casais enamorados se deixam lever pela beleza do parque e pessoas na melhor idade descansam nas sombras das frondosas árvores. De vez em quando, as crianças  dão comida aos patos e esquilos, que perderam o medo das pessoas e vêm pedir comida.

O Palácio Wilanów, que se encontra no final da rota real, pretence a um dos poucos edifícios, que se manteve quase intacto durante a Segunda Guerra Mundial. Pertinho de Varsóvia, Wilanów sobreviveu, quase que completamente aos horrores daquela época, possibilitando aos turistas apreciar sua beleza. Após a Guerra, o Palácio transformou-se em museu, orgulhando-se da rica coleção de portraits poloneses e peças originais para decoração.

Ao lado do Palácio, encontra-se o Museu do Poster, o primeiro da sua arte, em todo o mundo.

O Palácio esta cercado por um parque e jardins, ambos em Estilo Ingles, onde os moradores de Varsóvia vêm se distrair. Aqui eles encontram tranquilidade e podem se retirar, por alguns momentos da vida da cidade grande. Ano após  ano o parque recebe visitantes de todo o mundo.

A história do povo Judeu está encravada na cidade de Varsóvia.  A Comunidade  Judaica compunha um terço da população de Varsóvia e vivia em um grande bairro da cidade, bairro este, transformado em 1940 gueto e isolado do resto do mundo. Ainda hoje encontramos sinais da Varsóvia judaica na Sinagoga de Nozyk, no Teatro Judeu, no Memorial do Gueto, no Cemitério Judeu, no Instituto da História Judaica e no Muro do Gueto.

1.Dia: Varsóvia

Depois da chegada à Varsóvia, você passeará pelo centro da cidade; subirá à parte mais alta da cidade de onde poderá apreciar a paisagem do Rio Vístula (pol. Wista), o mais longo da Polônia, com 1047 km. Sua bacia banha cerca de 192 mil km², ou quase dois terços da superfície do país.

À noite o convidamos a visitar o mais antigo e famoso Bar/Adega de Varsóvia, onde poderá degustar os melhores vinhos.

Pernoite em Varsóvia

2.Dia: Varsóvia – City Tour

Neste dia você descubrirá a Rota Real de Varsóvia com o seu Palácio e o Complexo Lazienki. Passeie pelo mais romântico parque da cidade, onde esquilos, quase que sem medo, pedem por alguma comida.

Para o passeio da tarde, indicamos ir a Wilanów. O Palácio de Wilanów, que encontra-se no final da Rota Real, pertence a um dos poucos edifícios remanescentes  da Segunda Guerra Mundial, que conservou-se em bom estado e na sua forma original. O palácio fica em um parque com jardins em Estilo Inglês e apreciado pelos moradores de Varsóvia, que alí vêm descansar, fugindo  da agitação da cidade grande. O parque atrai, ano após ano, visitantes de todo o mundo.

Pernoite em Varsóvia

3. Dia: Varsóvia – Zelazowa Wola – Nieborow – Varsóvia (170 km)

Pela manhã você deixará Varsóvia e conhecerá Zelazowa Wola, uma pequena cidade onde nasceu o compositor Frédéric Chopin. Verá a casa onde, em 1810 nasceu o futuro compositor.  O visitante poderá visitar uma antiga construção, cercada por um parque onde encontrará várias árvores  exóticas e ainda apreciar belíssimos concertos de piano.

A paisagem de Zelazowa Wola manteve-se como a na época do compositor. Em seguida você irá para Nieborów, para visitar  um dos castelos mais lindos da Polônia com o seu exuberante parque.

Pernoite em Varsóvia.

4. Dia: Vársóvia – Fim dos nossos serviços

Partida após o café da manhã.

Niepokalonów – Excursao de meio dia

Niepokalonów é um dos maiores Mosteiros Franciscano, que foi dedicado ao santo Maiximilian Kolbe. Também é o centro para a adoração à Maria e lugar de peregrinação. A Basílica, do Museu de Maximilian Kolbe e o Cemitério, merecem grande atenção.

Żelazowa Wola und Brochów – Excursao de meio dia

Esta pequena cidade, ao oeste de Varsóvia, é conhecida por muitos que visitam a Polônia. Aqui nasceu o famoso compositor polonês e herói nacional – Frédéric Chopin. O museu apresenta peça originais de  mobiliário e objetos pessoais de Chopin e é usada para consertos e verão.

Todos os domingos é apresentado um concerto musical na pequena casa e no parque. Brochów fica a 11 km de Zelazowa Wola, onde encontra-se a igreja feita em tijolos, local da emissão da certidão de nascimento do compositor.

Palácio Nieborów – Excursao de meio dia

O palácio é uma das residências aristocráticas mais bem preservadas, cercada por maravilhosos jardins e parque. propriedade particular  até tornar-se parte do Museu Nacional. A exposição no palácio exibe mobiliário dos séculos XVIII e XIX, uma requintada coleção de globos, escadaria feita em porcelana e por ultimo, porém não menos importante, a atmosfera do período pré-guerra.

Lowicz e arredores – Excursao de meio dia

Lowicz é o centro da cultura popular e artesanatos. Aqui podem ser encontrados tecidos feitos à mão, esculturas em madeira, cortes de papel colorido, produtos estes apreciado pelos cidadãos poloneses. Uma exposição interessante de todos estes ofícios pode ser encontrada no Museu Nacional local.

A igreja da universidade e a paróquia local também merecem atenção especial.

Kampinoski Parque Nacional – Excursao de meio dia

Uma reserva natural nas proximidades de uma grande cidade!

No ano de 2000, o Parque Nacional entrou para a lista da reservas da biosfera da UNESCO. Lá encontra-se a coleção exclusiva com mais de 60 tipos de plantas e bichos, protegidos pela organização.